Comic Con Experience 2014

Evento

01_ccxp_presto

O universo da cultura pop num espaço de 39 mil metros quadrados. Pela primeira vez no Brasil a Comic Con Experience, que está sendo realizada em São Paulo até o dia 07 desse mês, reúne uma multidão de fanáticos por games, filmes, desenhos, bonecos e quadrinhos. Mais de 200 expositores, um mundo a parte.

02_ccxp_presto

Em cada stand um diferencial. Personagens gigantes, réplicas, entrevistas, palestras, lojas, praça de alimentação, livrarias, mesas para jogos de vídeo games e até campeonato sendo transmitido ao vivo.  Tudo para atrair a atenção de jovens, crianças e adultos. Mas tirar uma foto com o personagem preferido ou experimentar uma aventura no “Oculus Rift” não é fácil, tem que enfrentar longas filas. O evento além de diversão vende muito pra quem gosta. Uma infinidade de coisas que custa muito dinheiro. Um simples boneco sai por cerca de 200 reais, mas tem produto que pode chegar a 9 mil reais, outros nem estão à venda.

03_ccxp_presto

Artist’s Alley, área reservada aos artistas independentes.

Os quadrinistas independentes também ganharam espaço na feira. A “Artist’s Alley” foi criada especialmente para eles. Bom para os apaixonados em quadrinhos, como o Victor Nogueira, de 27 anos. Ele veio de Brasília com os irmãos e amigos para visitar a CCXP e comprou muito. Coleciona gibis desde criança, adora os clássicos super heróis internacionais, mas também não nega gostar e apoiar os escritores nacionais. “Eu sempre li e colecionei quadrinhos. Com a vida adulta a coisa ficou meio de lado, mas estou tentando recuperar. Estou adorando a feira, poder conhecer novos escritores e voltar a ler mais histórias”, diz Victor.

04_ccxp_presto

Victor Nogueira, veio de Brasília visitar a CCXP.

E o movimento está além do esperado, segundo o artista Paulo Crumbim. “Estou feliz, em poder mostrar meu trabalho para novos leitores. Isso é o mais importante. Eu desenho desde 2010, sempre trabalhei com animações e agora uso espaços como esse e a internet para divulgar a minha arte”, revela Crumbim.

05_ccxp_presto

Autor de Gnut, Paulo Crumbim.

Otimismo também para Ricardo Tokumoto. Ele trouxe cerca de 250 revistas para feira e espera vender tudo. Segundo o desenhista, o mercado de quadrinhos independentes vem crescendo nos últimos anos. “Hoje em dia nós podemos fazer trabalhos mais autoral sem precisar necessariamente de grandes editoras. Isso permite uma diversidade saudável e de qualidade, dando a liberdade do artista escolher a melhor maneira de trabalhar”, diz Ricardo.

06_ccxp_presto

Felipe Assumpção e Ricardo Tokumoto.

A 1ª CCXP mostra que esse shopping center dos “geeks” tem lugar para todo mundo, principalmente para novos talentos.

 

VEJA AS FOTOS DO EVENTO:

Continue lendo